TRICOLOR ENGATA A 2ª

Fortaleza vence em casa pela primeira vez na Série C e time do técnico Vica vê oportunidade de embalar na competição
Num dos jogos mais difíceis da equipe na atual Série C, o Fortaleza conseguiu a sua segunda vitória seguida na competição, ao superar o Salgueiro/PE por 2 a 1, ontem à tarde, no PV.

O resultado deixa o Leão na quinta colocação do Grupo A, com sete pontos ganhos, o mesmo número do quarto colocado, o Águia, que assegura a sua posição por ter um gol de saldo contra zero dos tricolores.

Jailson beija o o escudo do Leão, após marcar o golaço da vitória tricolor Foto: Rodrigo carvalho

Agora, o Leão terá a chance de chegar ao G-4 do grupo no próximo domingo, quando enfrenta o Treze, também no PV.

Para quem foi ao Presidente Vargas ontem, a palavra superação pode se encaixar muito bem para definir o desempenho tricolor. Ao contrário do Águia de Marabá, que conseguiu empatar com o Fortaleza no PV, na estreia, o Salgueiro não foi a campo para se retrancar. Pelo contrário, mostrou-se um time ousado desde o início e com bastante qualidade na posse de bola, ao ponto de tirar a paciência da equipe da casa e de sua torcida.

O Carcará do Sertão dominou o Fortaleza durante os primeiros 15 minutos, quando se destacaram jogadores como o meia Clebson, os atacantes Marciano e Ademar e o lateral-esquerdo Pery. Várias chances claras de gol foram criadas por esses atletas. O Leão só equilibrou mais ou menos as ações a partir dos 17 minutos. Aos 40, surgiu a maior polêmica do jogo. A bola foi lançada pelo alto para Marciano. Este dividiu a bola no ar com Lopes e ganhou. O time tricolor parou e Marciano tocou para as redes, marcando 1 a 0. O juiz e o assistente validaram o gol, mas o quarto árbitro, Wladyerisson Oliveira, viu um toque de mão do atacante e o árbitro voltou atrás, anulando o gol. Para a sorte do Leão, num contra-ataque, a zaga do Salgueiro falhou, e Waldison entrou na diagonal para chutar e inaugurar o placar.

Empate e golaço
No segundo tempo, o lateral Pery passou como quis do rival Rafinha e cruzou para a área. Marciano antecipou-se à zaga e empatou o jogo.

Coube ao próprio Rafinha se redimir, aos 35 minutos. Ele cruzou para a área e o atacante Jailson deu um voleio espetacular, marcando um golaço e concretizando a primeira vitória tricolor em casa na competição.

Ficha técnica
Fortaleza2
Lopes; Rafinha, Micão, Cléber Carioca e Kauê; Leandro, Gustavo Moura (Marielson), Geraldo (Guto) e Doda (Assisinho); Jailson e Waldison
Técnico: Vica

Salgueiro1
Luciano; M. Tamandaré, Alemão, Luiz Eduardo e Pery; Pio, Josa (Kássio), Rodolfo (Vitor Caicó) e Clebson; Marciano (Wanderley) e Edmar
Técnico: Neco

Série C do Brasileiro - 2012
Estádio: Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 22 de julho de 2012
Renda: R$ 302.577,00
Público: 14.833 pagantes
Árbitro: Pablo Roman Gonçalves
Assistentes:
Ubiratan Bruno e Waldomir Antonio (trio do RN)
Gols: Waldison (44/1ºT), Marciano (12/2ºT), Jailson (35/2]T)
Cartões amarelos:
Alemão, Pio e Marciano (SAL)

Classificação
Série c do Campeonato BRASILEIRO - 2012

Clubes PG J V 

1º luverdense 9 4 3 

2º icasa 7 4 2 

3º paysandu 7 4 2 

4º águia marabá 7 4 2 

5º fortaleza 7 4 2 

6º santa cruz 6 4 1 

7º guarany (S) 4 4 1 

8º salgueiro 4 4 1 

9º Cuiabá 1 3 0 

10º treze 0 3 0 

RepórterIvan bezerra
Share on Google Plus

About Max Wenderson

0 comentários: