UEFA - DOUTRINA BAYERN

Bávaros humilham mais uma vez o Barcelona, chegando a 7 a 0 no placar agregado, e farão final alemã em Londres
Não bastava ao Bayern de Munique vencer e eliminar o Barcelona na semifinal da Liga dos Campeões. Era preciso humilhá-lo em casa para, após alguns anos, trazer à tona a possibilidade de os espanhóis não terem mais o melhor time do mundo.

Robben e Javi Martinez celebram nova avassaladora vitória sobre os catalães FOTO: REUTERS

Os alemães fizeram isso e um pouco mais. Os 3 a 0 desta quarta-feira, no Camp Nou, somados aos 4 a 0 da semana passada, na Allianz Arena, fecharam um placar agregado de 7 a 0 que dá ao Bayern o favoritismo na final do torneio, ante o também alemão Borussia Dortmund.

O jogo será no dia 25 em Londres e, pela primeira vez, dois times alemães decidem a competição europeia.

A façanha do Bayern é ainda mais significativa por ter sido definida no Camp Nou: o Barcelona não perdia um jogo eliminatório da Liga dos Campeões em casa desde a temporada 2006/07, quando levou 2 a 1 do Liverpool.

Depois disso, foram 18 jogos de invencibilidade. O último 3 a 0 levado em casa foi em 2002, para o Sevilla.

Uma eventual classificação do Barcelona, que já era considerada como um milagre após a goleada aplicada na primeira partida, pareceu ainda menos provável quando saiu a escalação. Messi, que ainda detém o posto de melhor do mundo, estava no banco. Machucado, com lesão muscular na perna direita há um mês, ele havia jogado com movimentos limitados em Munique. O técnico Tito Vilanova foi criticado pela imprensa local por tê-lo escalado.

Sem o argentino, o Barcelona se transformou em um time normal e mostrou que atualmente o Bayern de Munique joga melhor futebol, aliando toque de bola de qualidade, característica que deu fama ao Barça, e velocidade.

O primeiro tempo terminou sem gol, mas em nenhum momento o Barcelona pareceu que daria ao menos o gostinho de quase a seus torcedores. Aos três minutos da segunda etapa, Robben fez o gol que é sua característica, driblando e colocando a bola no ângulo.

Se Vilanova pensava em colocar Messi, desistiu ali. O Bayern de Munique colocou o poderoso Barcelona na "roda". Após intensa troca de passes, os outros dois gols saíram com naturalidade. O catalão Piqué fez contra, e Müller marcou de cabeça.

Marcas
Foi apenas a segunda vez que o Barça perdeu na ida e na volta em jogos eliminatórios da Liga dos Campeões. A outra foi logo na primeira vez que a equipe disputou a competição, na temporada de 1959/60.

A única outra derrota na ida e na volta que o Barcelona sofreu em cenário europeu foi pela Copa da Uefa, quando foi derrotado por 3 a 1 como visitante e por 1 a 0 como mandante pelo Porto logo na primeira rodada.

(FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE)
Share on Google Plus

About Max Wenderson

0 comentários: