Uruguai goleia o Taiti, se classifica e tem o Brasil pela frente na semifinal

Uruguai não teve dificuldades para passar pelo Taiti; Celeste enfrenta o Brasil quarta-feira no Mineirão
O Taiti embarca para a Oceania com a mala recheada por 24 gols sofridos nos três jogos que fez pela Copa das Confederações. Mas também levará lembranças do carinho ao qual a equipe, praticamente formada por jogadores amadores, recebeu do torcedor brasileiro. Parte dos 24 gols foram recebidos na derrota por 8 a 0 para o Uruguai, neste domingo, na Arena Pernambuco.
A Celeste se classificou, vai enfrentar o Brasil na semifinal, quarta-feira, no Mineirão. Ninguém acreditava que os taitianos pudessem resistir, mesmo diante dos reservas uruguaios. Mas até que, diante do quadro apresentado contra a Espanha no Maracanã, o Taiti até que se saiu bem dentro de suas expectativas.
Com uma plateia de luxo no banco, formada por Luis Suárez, Forlán e Cavani, o atacante Abel Hernández deitou e rolou. O jogador do Palermo foi autor de quatro dos seis gols uruguaios no jogo.
Mas voltando ao Taiti, quem se esquecerá dos gritos de "é Taiti!" do Maracanã lotado? O maior palco do futebol mundial se rendeu ao carisma destes jogadores amadores, que jogam por amor ao futebol.
No Recife não foi diferente. Houve "olé" a cada vez que o Taiti trocava dois passes, e houve também vibração, como se fosse gol, quando o goleiro Meriel defendeu a cobrança de pênalti de Scotti.
O zagueiro do Uruguai, por sinal, merece uma menção desonrosa. Além de perder a penalidade, conseguiu ser expulso diante do Taiti. Depois disso, nada mais a dizer.
Diego Pérez, o botafoguense Lodeiro e Luis Suárez, que entrou durante o segundo tempo e fez mais dois, marcaram os outros gols do Uruguai. Para a Celeste dois dados históricos: Suárez agora é o maior artilheiro da seleção uruguaia, com 35 gols. No entanto, a equipe ficou a um gol de igualar sua maior goleada na história, que continua sendo os 9 a 0 sobre a Bolívia no Sul-Americano de 1927.
Jogadores do Taiti agradecem ao Brasil e são ovacionados








FICHA TÉCNICA:
URUGUAI 8 X 0 TAITI
Estádio: Arena Pernambuco, Recife (PE)
Data/hora: 23/6/2013 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Pedro Porença (POR)
Auxiliares: Bertino Miranda (POR) e José Trigo (POR)
Cartões amarelos: Ludivion (TAI), Chong Hue (TAI), Scotti (URU), Gargano (URU)
Cartões vermelhos: Scotti (URU) 5'/2ºT, Ludivion (TAI) 13'/2ºT
GOLS: Hernández 1'/1ºT (1-0), Hernández 23'/1ºT (2-0), Diego Pérez 26'/1ºT (3-0), Hernández 45'/1ºT (4-0), Lodeiro 15'/2ºT (5-0), Hernández 21'/2ºT (6-0), Luis Suárez 36'/2ºT (7-0), Luis Suárez 44'/2ºT (8-0)
URUGUAI: Silva, Aguirregaray, Coates, Scotti e Álvaro Pereira; Diego Pérez, Eguren, Gargano e Lodeiro; Gastón Ramírez (Luis Suárez 23'/2ºT) e Hernández. Técnico: Oscar Tabárez.
TAITI: Meriel, Vahirua, Ludivion, Caroine e Vallar; Chong Hue, Jonathan Tehau, Aitamai (Lemaire 7'/2ºT) e Lorenzo Tehau (Atani 26'/2ºT); Simon e Hnanyine (Tihoni 41'/2°T). Técnico: Eddy Etaeta.
(FONTE: O POVO)
Share on Google Plus

About Max Wenderson

0 comentários: