SÉRIE B - CEARÁ ENCOSTOU DE VEZ NO G4

Com início fulminante, Ceará atropela o Bragantino por 5 a 3 no Castelão e fica a dois pontos do G-4
Com um início fulminante, marcando três gols antes dos 15 minutos de jogo, o Ceará bateu o Bragantino por 5 a 3 ontem à noite no Castelão, e subiu para o 6º lugar, com 44 pontos, a apenas dois do G-4 da Série B.

O atacante Magno Alves, com dois gols relâmpago, abriu caminho para a importante vitória do Ceará, que se aproxima da zona de acesso FOTO: BRUNO GOMES

O Ceará pode chegar à zona de acesso se vencer o confronto contra o Paraná, no sábado, 12, às 16h20, com a expectativa de um grande público no Castelão.

Embalado com a melhor campanha do returno, o Ceará entrou em campo com tudo, mostrando a força de seu ataque. Antes dos 15 minutos, o Vovô marcou três gols com uma facilidade impressionante.

Aos cinco minutos, Mota dominou e tocou para Magno Alves finalizar para fazer 1 a 0. Dois minutos depois, Rogerinho deu passe milimétrico para Magno Alves, que teve calma para driblar o goleiro e fazer seu segundo no jogo: 2 a 0.

O terceiro gol do Vovô saiu aos 14 minutos, em bela jogada de ataque. Magno Alves tocou por cima do marcador Leandro Santos, Marcos cruzou, a zaga tirou parcialmente e Lulinha completou para ampliar.

O placar elástico em pouco tempo de jogo deixou o Ceará relaxado. E o Bragantino se aproveitou. Logo em seu primeiro ataque bem encaixado, o time paulista diminuiu, aos 19 minutos. Léo Jaime cruzou da direita e Lincom, mais rápido que a marcação alvinegra, fuzilou o goleiro Fernando Henrique.

O gol sofrido deixou a equipe da casa mais concentrado na partida, que passou a ser equilibrada aquela altura.

Assim, o Vovô passou a se resguardar mais e tocar a bola, segurando a vantagem até o fim do primeiro tempo.

Confira os gols




Chuva de gols

Desde o início da etapa final, o Bragantino foi para o tudo ou nada, pressionando o Ceará.

Armado para sair nos contra-ataques, o Vovô errava muito ao tentar construir jogadas, deixando o jogo perigoso. Foi quando aos 25 minutos o Bragantino encostou no placar, novamente com o centroavante Lincom: o pequenino Léo Jaime ganhou de cabeça e o grandalhão finalizou para diminuir.

Mas antes que o jogo complicasse de vez, o Ceará respondeu. Aos 27, Lulinha mandou na trave e, dois minutos depois, ele mesmo fez a jogada para Mota ampliar, trazendo alívio ao torcedor alvinegro.

Mais tranquilo com o quarto gol, o Ceará fez o quinto em jogada parecida, com os mesmos protagonistas. Lulinha cruzou na medida para Mota: 5 a 2.

Quando o placar parecia finalmente definido a favor do Alvinegro, sua defesa voltou a falhar, proporcionando mais um gol do adversário dois minutos depois: Léo Jaime fugiu da marcação e, com um toque sutil, deslocou Fernando Henrique.

Já desgastadas, as duas equipes diminuiram o ritmo e o Vovô conseguiu segurar a vitória que deixa mais do que nunca vivo o sonho do acesso.

VLADIMIR MARQUESREPÓRTER

(FONTE: Diário do Nordeste)
Share on Google Plus

About Max Wenderson

0 comentários: